DigLitWeb: Digital Literature Web

A de Arquivos

Este levantamento refere alguns dos principais centros de investigação e de produção de textos e edições electrónicas. Foram seleccionados projectos pioneiros na exploração das virtualidades da edição electrónica em linha. É esse o caso, por exemplo, de The Rossetti Archive (1993-2008) e The William Blake Archive (1996-), arquivos que imaginaram formas de edição de obras artísticas e literárias para o espaço electrónico em rede. Procura-se ainda incluir exemplos de projectos em curso que mostrem a riqueza e a qualidade dos recursos disponíveis para o estudo da literatura de língua inglesa. Por isso foram incluídos nesta lista pelo menos dois ou três apontadores para cada um dos principais períodos históricos: literatura medieval, Renascimento e século XVII, literatura setecentista, período Romântico, período vitoriano, modernismo e pós-modernismo. Embora a maior parte dos projectos aqui indexados tenha sido ou esteja a ser produzida institucionalmente, sobretudo em universidades e bibliotecas dos Estados Unidos da América, do Canadá e do Reino Unido, surgem também alguns sítios individuais de grande qualidade.

A edição electrónica do património textual parece alterar de forma significativa a representação do passado literário e algumas das noções e práticas de leitura que resultam do paradigma tecnológico e institucional associado ao livro impresso. Além disso, a digitalização de textos e imagens implica a adaptação da crítica textual à textualidade electrónica e a reconceptualização das estruturas de organização textual em função das potencialidades das ferramentas de hipertexto e da iconicidade maleável dos pixeis. A remediação da imprensa através do novo meio ocorre portanto ao nível da escrita e da leitura enquanto rede de protocolos semióticos e hermenêuticos, e enquanto rede de contextos técnicos, sociais e económicos. O objectivo deste levantamento é justamente tentar perceber quais são as alterações que estão a ocorrer e de que modo se podem usar os textos electrónicos na leitura, na aprendizagem, no ensino e na investigação. Alguns dos arquivos, edições e sítios seleccionados são objecto de ensaios críticos, publicados na secção E de Ensaios. Esta secção subdivide-se nas seguintes categorias:

 

Hunting of the Snark (Fig 2)
 
Hunting of the Snark (Fig 6)
 
Hunting of the Snark (Fig 2)
1. Centros: identifica instituições pioneiras na aplicação da tecnologia digital às Humanidades,  destacando projectos de criação de bibliotecas públicas digitais e centros dedicados à concepção e produção de edições e arquivos electrónicos.   2. Projectos: identifica arquivos em linha dedicados a períodos, géneros, autores/as e obras da literatura em língua inglesa. Apresenta ainda uma selecção de edições electrónicas em CD-ROM (sobretudo da década de 1990). Inclui também algumas ligações para arquivos dedicados a literatura não anglófona.   3. Metapáginas: contém uma amostra de sítios e páginas web que indexam fontes electrónicas relevantes no campo dos Estudos Ingleses e Americanos.

 

Valid CSS!| Valid XHTML 1.0 Transitional| Site Map | Contact | Updated 11 Feb 2013 | ©2005-2013 Manuel Portela